Uma Nação Reformada


Apóstolo Renê Terra Nova tem sido um líder incansável na conquista de territórios, pois seu desejo é ver a Nação reformada. Para isso, desde 2000, ele realiza anualmente o Congresso de Resgate da Nação, completando, em 2016, 17 anos de muito trabalho, muitos Atos Proféticos e muitos resultados satisfatórios. Nesta entrevista, ele faz um balanço do que representa, para a Nação, o Congresso de Porto Seguro, o amadurecimento da Visão Celular no Modelo dos 12 e o Governo do Justo, dentro do momento político que estamos vivendo. Através de um trabalho consolidado, junto à sua equipe e ao ministério que lidera, MIR, tem contemplado o sonho de conquistar a Nação e arrebanhar uma grande multidão para Deus.
Francieme Costa
Este é o 17º Congresso de Resgate da Na­ção realizado em Porto Seguro. Após 17 anos consecutivos no Útero da Nação, qual a sua avaliação de mudança nos líderes e no Brasil?
A pergunta é apropriada e, ao mesmo tempo, complexa, pois ao longo destes 17 anos, tivemos muitas transições para que este projeto fosse frutífero. Muitos líderes tiveram pleno êxito na sua vida pessoal e ministerial, outros tiveram tímida conquista, mas isso independe do que foi proposto, pois a velocidade de mudança e alcance na vida de cada líder tem efeitos radicalmente diferentes. A proposta de Porto Seguro é para a transição de mente no âmbito da política nacional, abrindo o entendimento do povo para que uma Nação nasça em um só dia, como na promessa de Isaías 66:8.  
A importância é poderosa, porque nós, que somos líderes queremos ver a Nação, de fato, transformada. Por isso, precisamos entender que qualquer esforço para contribuir para a mudança do nosso país ainda é pouco. Claro que muita gente ainda não conseguiu entender a profundidade deste mistério, vem a Porto Seguro para o programa e não para o propósito. Porém, de qualquer forma, vemos que as pessoas são atingidas e muitas são alcançadas. Creio que Deus honra o propósito da Visão, e Porto Seguro é uma proposta de mudança radical na vida de todos que amam e querem ver nascer uma Nação Reformada.
Eu vejo muito perfil de liderança e reações de comportamentos. Pessoas que podem contribuir muito mais, mas escondem-se nos seus casulos particulares; outros que não têm essa disponibilidade em tempo, mas esforçam-se para dar o seu melhor, embora eu acredite que a nação brasileira poderia ter outro nível de resposta em todos os campos nos Estados pela cobertura que recebe e pelos ensinos que são liberados, através da nossa presença no campo em quatro níveis. Primeiro, consolidando os discípulos através do líder regional – aquele que cuida de uma geografia e desata o crescimento nas Igrejas locais. Segundo, o líder estadual – que leva uma palavra de avivamento, a doutrina da Visão e a esperança, com um bom testemunho por trás dele de uma Igreja de êxito; é o nosso coordenador. Terceiro, o supervisor – que realiza uma supervisão acirrada no Brasil, pois tem voado para consolidar Apóstolos, Bispos, Pastores e Discípulos, com a voz de Manaus, por Congressos Estaduais e também consolidando as regionais. O líder que não cresce é porque se proibiu ser desatado. Quarto, a presença incansável do M12, através da minha vida, indo basicamente em todos os campos da nação brasileira, bradando esse avivamento, dirimindo as dúvidas, liberando unção para o novo tempo de conquista. Como alguém poderá dizer que não está desatado nessa Visão? Reafirmo: são líderes que se proibiram crescer. Mas há um detalhe que é mais importante do que todas as consolidações feitas: o material didático da Visão Celular no Modelo dos 12 está à disposição de quem é ou não da Visão para serem alimentados, terem direção e foco na conquista do seu território.
Reforma: a missão de evangelizar a Nação pelo poder do Espírito Santo. Como podemos traduzir esse tema para ações concretas que realmente revelem um Brasil diferente, reformado?
Nós precisávamos de um resgate de avivamento, e isso só seria possível aflorando o dom que há dentro de cada um de nós. Existem muitas pessoas que têm o dom de evangelização. Mas todo indivíduo nascido de novo tem uma ordem na sua direção: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:15) Como somos uma Igreja oriunda do discipulado, não podemos ficar de fora dessa convocação extraordinária, que o próprio Messias colocou sob a responsabilidade da Igreja.
Acredito eu que, em Porto Seguro, quando entrarmos nessa operação da libertação de pessoas e do entendimento aberto do que é essa conquista no mundo espiritual, todos voltarão a ter paixão por vidas e será impetrado no caráter de cada um deles o avivamento que foi profetizado. Não posso crer que no Ano da Reforma não se tenha a restauração por paixão por vidas. A única forma do Evangelho subsistir é cumprindo o Ide de Jesus. E, neste ano, como sempre, contaremos com o poder do Espírito Santo para que, a partir do Útero da Nação, haja uma explosão do crescimento da Igreja e a consolidação dos territórios, a partir de uma liberação profética na Jerusalém do Brasil.(...).
Fonte: Mir 12


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5