A regeneração é necessária

Foto: pixabay.com
Adão e Eva foram criados por Deus plenamente santos, puros e sem mácula, isto é, sem pecados, porém, num ato de rebeldia ao Senhor, pecaram, degeneraram-se, tornando-se, segundo Efésios 2.2-3, “filhos da ira e da desobediência”.
Assim, herdamos a natureza corrompida, cheia de males, cuja raiz é o pecado. Passamos a carecer da restauração, para que pudéssemos voltar à primeira condição para a qual Deus nos idealizou: imagem e semelhança Dele. Regenerar nada mais é do que recuperar algo que era bom, puro, e que estragou-se, tornando necessária a intervenção de Deus, por meio do Senhor Jesus.

Num ato livre e soberano de Deus, nossos ouvidos e coração são abertos para ouvir e aceitar o verdadeiro e santo Evangelho de Jesus. E, por meio da compreensão da mensagem desse Evangelho e rendição ao senhorio de Cristo, somos regenerados, restaurados, voltamos ao estado anterior para o qual fomos criados e tornamos a participar da natureza divina.
No entanto, devemos considerar o fato de que há outro Evangelho sendo pregado atualmente. Um Evangelho de engano, que anuncia heresias, doutrinas de homens e de demônios. Em 1 Timóteo 4.1, a Palavra do Senhor diz: “Ora, o Espírito afirma expressamente que nos últimos tempos, alguns apostataram-se da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios”.
O genuíno Evangelho de Cristo ensina que a salvação é graça, de graça, e por meio da graça, conforme descreve Efésios 2.8: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé: isto não vem de vós: é dom de Deus”. Ao contrário do que ensina o falso Evangelho, a salvação não é fruto de obras, méritos ou esforço humano, mas unicamente resultado do amor de Deus.
Não existe mudança radical onde não ocorreu o Novo Nascimento, operado em nós, por meio da pessoa do Espírito Santo. O Novo Nascimento é a experiência mais profunda e maravilhosa que conhecemos! A nossa personalidade é transformada, recebemos uma nova consciência, um novo caráter, ou seja, ressuscitamos em Cristo (Cl 3.1-4).
A adoção, filiação a Deus, ocorre na regeneração. É quando passamos de fato a herdar todas as coisas que o Senhor Jesus herdou do Pai. Passamos a desfrutar dos bens espirituais, do Poder de Deus e do Reino dos Céus.

Por Vicente de Jesus
Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA