Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

A obrigação de sermos “ex”

Imagem
“Se você não for ‘ex alguma coisa’ você jamais entrará no céu“. (Lucinho Barreto) Eu sou uma ex-mentirosa e uma ex-rejeitada. Hoje consigo me ver como Deus me vê. Consigo me portar como alguém de valor, visto o alto preço que o sangue de Jesus agregou à minha vida. Hoje sou verdadeira. Os meus lábios destilam verdade, ainda que me doa – ou me envergonhe. Mas nem sempre foi assim. Por isso todos os dias surgem ‘N’ situações para que eu volte ao vômito: situações para eu minta e atitudes alheias que me colocam no pó, dizendo-me que não valho nada. Tantas situações onde sou preterida.

Por que Jesus morreu?

Imagem
Imagine se você tivesse cometido um grave crime contra uma pessoa muito importante. Suponhamos que você foi condenado à morte. Imagine a cena: um guarda conduz você algemado por um longo corredor até uma sala onde executarão sua sentença. Cada passo conduz você para mais perto da morte, e, finalmente, você chega à porta da temida sala. Quando a porta é aberta, uma pessoa o aguarda do lado de dentro e diz ao guarda: “Solte-o. Uma pessoa veio aqui e morreu no lugar dele. A pena já foi paga, e ele está livre”.

A chave do coração

Imagem
Numa instituição de ensino, todos recebem a mesma instrução, o mesmo ensinamento, o mesmo conteúdo. Porém, é curioso que, muitas das vezes, nem todos estão dispostos a se dedicar ao aprendizado; nem todos são aplicados, nem todos têm o interesse de levar a sério os estudos e o que lhes é passado pelos professores, mestres, instrutores, etc. Lógico que, levando em consideração os fatores e as diferenças sociais (o que não vamos aprofundar aqui). Mas, ainda sim, todos numa sala de aula ou ambiente de ensino (seja lá ele qual for) recebem o mesmo conteúdo.

A regeneração é necessária

Imagem
Adão e Eva foram criados por Deus plenamente santos, puros e sem mácula, isto é, sem pecados, porém, num ato de rebeldia ao Senhor, pecaram, degeneraram-se, tornando-se, segundo Efésios 2.2-3, “filhos da ira e da desobediência”. Assim, herdamos a natureza corrompida, cheia de males, cuja raiz é o pecado. Passamos a carecer da restauração, para que pudéssemos voltar à primeira condição para a qual Deus nos idealizou: imagem e semelhança Dele. Regenerar nada mais é do que recuperar algo que era bom, puro, e que estragou-se, tornando necessária a intervenção de Deus, por meio do Senhor Jesus.

A vida de oração de Jesus

Imagem
“Eu e o Pai somos um”, disse Jesus aos judeus no Pórtico de Salomão (Jo 10.30). Apesar da completa intimidade com o Pai, Jesus era um homem de oração? A resposta, a mais explícita possível, é da lavra daquele que escreveu a Epístola aos Hebreus: “Durante a sua vida aqui na terra, Cristo, em alta voz e com lágrimas, fez orações e súplicas a Deus, que o podia salvar da morte. E as suas orações foram atendidas porque ele era dedicado a Deus” (Hb 5.7).

Não somos suficientes

Imagem
Não, não se engane, não somos suficientes para nós mesmos, precisamos sempre do outro. Talvez, essa seja uma das verdades que tanto gostaríamos de negar, mas não deixa de ser um fato sobre nós. Experimente ficar um tempo sem nenhum tipo de comunicação, sem alguém ao seu lado, seja um colega de trabalho, faculdade, ou um familiar, passe tempo somente com pessoas que não sabem nada sobre você, que não se importam, e você perceberá que você não é suficiente.

LIVRES PARA CUIDAR DAS MULTIDÕES

Imagem
"Se, pois, o Filho do Homem vos libertar, verdadeiramente sereis livres." (Jo 8:32-36) Verdade Central: Estamos conquistando multidões e precisamos de líderes curados para curar; líderes livres para libertar. Quando você alcançar o nível de libertação e cura que Deus lhe deu, saberá que chegou o basta na sua vida. Introdução: Muitos que poderiam estar com a sua liderança bem mais desenvolvida, vivem ainda uma fase melindrada, imaginando-se com doenças, com medo, com dúvidas e quando ouvem uma ministração que seria para cura da alma, acabam se ofendendo mais do que sendo curados.

Glorificar a Deus, o nosso maior deleite

Imagem
“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo”. (Ef 1.3) Paulo estava preso em Roma quando escreveu sua carta aos efésios. Na introdução da carta exalta ao Triuno Deus pelo planejamento, execução e consumação da nossa salvação. No texto em epígrafe, duas verdades são ressaltadas:

Nome e identidade: uma questão de coerência

Imagem
Depois de criar cada coisa, a primeira iniciativa de Deus foi dar-lhes um nome. À luz, Deus chamou dia e às trevas, noite. Ao firmamento, Deus chamou céu; à porção seca, terra e às águas, mares (Gn 1.5-10). Deus deu nome a Adão (Gn 5.2), que, por sua vez, nomeou os animais (Gn 2.20) e também a sua esposa (Gn 3.20). Até hoje, quando nasce uma criança, uma das primeiras providências é dar-lhe um nome de acordo com o que ela é, homem ou mulher. Identificação e identidade são importantes para não confundirmos as coisas ou as pessoas. A indefinição não é boa.

Encare seus medos

Imagem
E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista; E será que, quando os egípcios te virem, dirão: Esta é sua mulher. E matar-me-ão a mim, e a ti te guardarão em vida. Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti. E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa. E viram-na os príncipes de Faraó, e gabaram-na diante de Faraó; e foi a mulher tomada para a casa de Faraó. E fez bem a Abrão por amor dela; e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos. Feriu, porém, o Senhor a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão. Gênesis 12:11-17 Quero destinar essa palavra ao meus amigos homens…

10 coisas que os homens precisam saber depois que a mulher vira mãe

Imagem
Este artigo foi originalmente publicado no blog De Mãe para Mamãe e republicado aqui com permissão.
Quando se sai do hospital com um bebê nos braços, todos os pais de primeira viagem tentam encontrar em algum lugar, o manual de instruções para saber manusear aquele bonequinho que acabaram de ganhar, só que infelizmente, esse manual tão desejado não existe. Enquanto o manual de instruções do bebê é algo óbvio, um manual de instruções para o pai aprender a lidar com a "nova" esposa está longe de ser algo que costuma ser solicitado… Até um determinado momento.

Culto do Gera- Efizibá

Imagem

Encurralado por Deus

Imagem
O rei Davi, no Salmo 139, mostra de forma incontroversa, que é impossível o homem escapar do conhecimento, da presença e do poder de Deus. Três atributos incomunicáveis de Deus são destacados e uma conclusão prática é estabelecida. Vejamos: Em primeiro lugar, somos encurralados pelo conhecimento absoluto que Deus tem a nosso respeito (Sl 139.1-6). Se nós não conseguimos sondar e conhecer plenamente a nós mesmos, Deus nos sonda e nos conhece (v. 1). Ele conhece todos os nossos movimentos, ou seja, quando nos assentamos e levantamos (v. 2). Conhece até mesmo os nossos pensamentos (v. 2). Deus vai além. Ele esquadrinha o nosso andar e o nosso deitar. Na verdade, ele conhece todos os nossos caminhos (v. 3). Deus conhece todas as nossas palavras, mesmo antes de nós as proferirmos (v. 4). Deus nos encurrala por todos os lados, conhecendo nossa vida como jamais alguém poderia conhecê-la. Diante da onisciência de Deus, ficamos completamente esmagados (v. 5,6).

Criados para a Integridade

Imagem
Este é o registro da descendência de Adão: Quando Deus criou o homem, à semelhança dEle o fez; homem e mulher os criou. Quando foram criados, Ele os abençoou e os chamou Homem (Gn 5.1,2). Deus criou o homem à Sua imagem – íntegro. Muitas vezes fazemos um jogo de números na igreja. Detemo-nos nas discussões para determinar se Deus é um ou três – uma entidade única ou um comitê, uma unidade ou uma trindade. Os hebreus não tinham esse conflito em relação a Deus. Moisés disse: “Ouça, ó Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR” (Dt 6.4). O SENHOR é íntegro. E essa é a única perspectiva necessária. O Senhor não está fragmentado ou dividido. É pleno e completo, sem que nada lhe falte.

A disputa entre dois “Eus”: o verdadeiro e o impostor

Imagem
Comecem lendo este texto de Brennan Manning, um dos autores que reflete sobre o verdadeiro sentido de se pertencer ao Cristianismo: “O conceito de pecado de Thomas Merton não se centra em atos pecaminosos isolados, mas, fundamentalmente, no ato de optarmos por uma vida de fingimento.” A vida em torno do “falso eu” gera o desejo compulsivo de apresentar ao público uma imagem perfeita, de modo que todos nos admirem e ninguém nos conheça. “Só pode haver dois amores fundamentais”, escreveu Agostinho: “o amor a Deus, numa negligência a meu eu, e o amor ao eu, numa negligência a Deus.” Merton disse que a vida dedicada à sombra é uma vida de pecado. Pequei em minha recusa covarde — por temer ser rejeitado — de pensar, de sentir, de agir, de responder e de viver a partir do meu eu autêntico. Recusamos ser nosso “verdadeiro eu” até mesmo com Deus — e depois nos perguntamos por que nos falta intimidade com Ele. O ódio pelo impostor é, na verdade, o ódio de si mesmo. O impostor e o “eu” constit…

Estação cordeiro

Imagem

Ore por um novo estilo de vida

Imagem
A vida cristã começa com arrependimento, que é uma mudança na mente. Toda a vida de uma pessoa precisa mudar quando ela confia em Cristo, incluindo seus valores, alvos e conceitos da vida. A ordem de Paulo é: “Não mais andeis como também andam os gentios”. Você é crente, sua vida precisa ser diferente. Neste início de ano, ore para que os pecados descritos abaixo não sejam constantes em sua vida:

Mude sua rota

Imagem
Recentemente, tenho me entretido com um joguinho no celular. Nos momentos de ócio, lá estou tentando passar as fases do game. Tem dias que consigo passar várias de uma só vez. Em outros, fico preso em uma única fase por dias, perdendo várias e várias vidas virtuais. Até que decido fazer diferente e jogar minha partida buscando outras estratégias. Assim, consigo avançar no meu objetivo de “zerar” o jogo.

Convencido ou convertido?

Imagem
Ultimamente, a igreja evangélica brasileira tem crescido numa velocidade espantosa. Os cultos estão abarrotados de gente e os eventos chamados “gospel” são sucesso de público. Entretanto, a pergunta que fica é: as pessoas que lotam esses eventos são realmente crentes convertidos ou são crentes convencidos?

Você sabe tirar férias e descansar?

Imagem
Em época de férias, o desejo da maioria é viajar, conhecer lugares novos, relaxar, descontrair e fazer novas amizades. Contudo, nem todo mundo pode desfrutar do prazer de fazer uma viagem durante as férias. Algumas vezes, a impossibilidade acontece por questões financeiras, familiares, outras vezes, em decorrência de uma enfermidade repentina, etc. Nesse contexto, existem, ainda, os que simplesmente não se preocupam com as férias. Para esses, trabalhar é mais proveitoso do que parar e descansar. Mesmo quando tiram férias forçadas, sempre dão um “jeitinho” de controlar os negócios à distância, para não perder de vista o que está acontecendo em seu local de trabalho. Se você é do tipo que não consegue descansar e só pensa no trabalho, saiba que você pode estar sofrendo da síndrome do trabalho excessivo ou síndrome de Burnet, doença caracterizada pela dedicação exagerada à atividade profissional. Tirar um tempo para descansar não é um luxo, mas uma questão de cuidado com a saúde. Não é …

Dezesseis verbos para 2016

Imagem
Há alguns anos, assisti ao filme “1492 – A Conquista do Paraíso”, que narra parte da vida de Cristóvão Colombo, o descobridor da América. Descartando que houvesse interesses financeiros e políticos, o filme descreve o navegador como sendo um sonhador arrojado. Após ter certeza de que a Terra era redonda e que realmente havia um novo continente, ele foi buscar um patrocinador para a sua épica jornada, e conseguiu. Desde a preparação da viagem, o período durante e após a conquista, até o instante em que ele voltou para casa, tudo foi difícil. Em nenhum momento Colombo, bem como todas as pessoas que estavam ao seu lado, tiveram vida fácil. Muito pelo contrário, a oposição foi tanta, que somente anos após sua morte é que reconheceram seu pioneirismo como descobridor da América. Antes disso, tentaram, por toda lei, apagar o seu nome da História.