Um bom plano de Ano Novo

Como acontece com quase todas as pessoas, provavelmente, você também começou a fazer planos para o próximo ano. É nessa época que desengavetamos alguns velhos projetos que, se postos em prática, talvez, nos trouxessem mais felicidade. Algumas dessas propostas de vida são simples e até fáceis de concretizar. Outras, entretanto, são tão complexas e exigirão tantos sacrifícios que parecem inatingíveis.
Entre os planos mais simples podemos incluir, como exemplo, o aprendizado de uma nova língua, dar mais atenção às pessoas da família, comprar um aparelho eletrônico, entre outros. Já se torna mais difícil reatar uma velha amizade, comprar um carro do ano ou um apartamento maior, ir mais adiante na formação acadêmica etc.

Jamais tentaria dissuadi-lo de um grande projeto. Afinal, conquistas desafiadoras proporcionam sentido de realização indescritível. Por outro lado, entretanto, são esses projetos grandiosos que, por serem quase sempre inatingíveis, na maioria das vezes produzem frustrações, e, segundo alguns especialistas, até a depressão.
Não nos interessa aqui discutir as causas e os efeitos dessas questões, mas sim refletir que objetivos devemos estabelecer numa época em que rasgamos papeis e os atiramos pela janela. Nesse período agimos como se passássemos uma borracha para apagar o que não conseguimos realizar, o que realizamos, mas não com tanta competência, e os planos que nem ao menos saíram do papel.
Por isso projetos menores, com amplas possibilidades de concretização podem ser mais adequados. O ideal seria fazer planos a curto, médio e longo prazo. Poderíamos considerar como projetos de curto prazo tudo o que seria possível realizar até o final do próximo ano. A médio prazo os planos realizáveis em até três anos. A longo prazo o que só seria possível concretizar depois de três anos. Portanto, para o próximo ano você teria de realizar todos os planos de curto prazo e parte dos planos de médio e longo prazo.
Falar bem em público pode ser uma excelente decisão para o início do ano. Possível de realizar com sucesso em curto prazo. Na pesquisa que realizamos com os alunos que passam pelo nosso curso de expressão verbal, constatamos que a maioria procura desenvolver a comunicação para crescer na carreira. Pelo menos essa era a motivação inicial. Muitos descobrem depois que falando melhor se tornam mais participativos e integrados no relacionamento social e na convivência familiar. A boa comunicação proporciona tal sentido de realização que os torna pessoas mais felizes.
Portanto, esta é a minha sugestão para seus planos de início de ano: aprimorar sua habilidade para falar em público e conversar com as pessoas de maneira segura e confiante. Embora o ideal seja frequentar um bom curso de oratória, você poderá se aprimorar lendo bons livros sobre o assunto. Verá que o crescimento é gradativo e constante. Depois de ultrapassar as primeiras etapas sentirá tanto prazer em falar diante das pessoas que desejará dominar cada vez mais as técnicas oratórias. Aceite este desafio. Aprenda a falar bem em público e aproveite todos os benefícios dessa conquista. Que 2016 seja um ano de muitas realizações. Sempre com saúde, paz, amor e bastante alegria.

Fonte: http://www.dicasprofissionais.com.br/
(Adaptado).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5