Preocupação ou confiança?

“Não andeis ansiosos por motivo algum; pelo contrário, sejam todas as vossas solicitações declaradas na presença de Deus por meio de oração e súplicas com ações de graça.” (Filipenses 4.6 – Bíblia King James)
Quero começar esta mensagem com uma pergunta simples, cuja resposta pode parecer bastante óbvia: você prefere passar os dias com atitudes de preocupação ou confiança?
Digo que a resposta pode ser óbvia pelo simples fato de que estar constantemente preocupado com alguma coisa não parece ser o estilo de vida que desejamos. Então, arrisco-me a afirmar que a grande maioria de nós prefere dias mais leves e cheios de confiança.

Mas falar sobre confiança em tempos de crise e incertezas é como pisar em um campo minado. Afinal, no que e em quem realmente podemos confiar se estamos inseridos em um contexto de turbulências, em uma sociedade cujos valores morais, éticos, sociais, estão corrompidos?
Isso faz com que a ansiedade e a preocupação, ainda que de maneira muitas vezes inconsciente, passem a ocupar cada vez mais espaço na vida e no dia a dia das pessoas. Não sabemos o que acontecerá no futuro, amanhã ou daqui a pouco. Estamos constantemente inseguros.
Um dos significados da palavra preocupação refere-se a uma ‘ideia fixa e antecipada que perturba o espírito a ponto de produzir sofrimento moral’, ou seja, permitimos que nossa mente se ocupe antecipadamente de algo que ‘talvez’ vá acontecer, geralmente algo ruim e que, muitas vezes, não acontece. Mesmo sem ter certeza, quando menos esperamos, nossos pensamentos já estão lá em determinada situação. Isso gera ansiedade e rouba nossa paz interior.
O mais frustrante é perceber que, quando nos preocupamos, deixamos de confiar, pois as duas coisas – preocupação e confiança – não podem ocupar o mesmo espaço em nossa mente e coração.
No entanto, contrário à preocupação, descobrimos que confiar significa ‘ter fé, esperar, entregar aos cuidados, à fidelidade de alguém’. Uau! Isso é realmente maravilhoso! Afinal, nosso coração deseja paz, harmonia, tranquilidade, ter alguém em quem podemos descansar.
Então, questionamos: como é possível deixar de lado a preocupação e dar espaço à confiança? Não há receita mágica, mas há um exercício diário de disciplina que tem tudo a ver com Deus, pois consiste em falar com Ele, ouvir suas orientações, buscar direção em Sua Palavra e, acima de tudo, obedecê-Lo.
Se o mundo a sua volta não inspira confiança, ouse olhar para o alto, ouse dar uma chance à voz do Senhor. Sim, Ele também deseja falar conosco. Suas palavras nos levarão a confiar no Seu amor e cuidado. E a confiança desenvolverá em nós um coração grato, onde experimentaremos a paz que há em Jesus, e nenhuma circunstância adversa poderá roubá-la de nós.
Se, por acaso, hoje você estiver preocupado com sua família, com seu ministério, relacionamentos, com emprego ou a falta dele, com suas finanças ou qualquer outra área e situação que tem roubado sua tranquilidade, quero convidá-lo a dar uma chance ao Único que pode acalmar seu coração com a mais doce e perfeita paz.
Apenas fale com Deus, do seu jeito, sem medos, sem receios, abra seu coração, coloque diante Dele seus dilemas e ansiedades e permita que a paz e a alegria do Espírito Santo ocupem o lugar das preocupações e ansiedades. Só assim você terá confiança necessária para prosseguir sem desanimar.
E que Deus te abençoe com ousadia para crer. A fé te levará à certeza de que Ele tem o controle de todas as coisas e está cuidando de você!
“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento”. (Provérbios 3:5)
Por Denise Tomaz de Souza – Colaboradora do Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5