O atleta cristão

Foto: pixabay.com
Todo aquele que quer ser um campeão precisa se abster de algumas coisas, ainda que sejam lícitas. O que é ilícito então, nem se fala. Caso contrário, antes mesmo de ser derrotado, já estará desqualificado.
Alguns vícios, como drogas, fumo e álcool, e certas atividades que demandam muita energia são incompatíveis com a prática esportiva, pois podem debilitar o corpo e a mente.
Mas nem só de abstinência se faz um vencedor. O atleta precisa se alimentar adequadamente e dormir bem, evitando todo tipo de excesso. Além disso, deve dedicar-se a uma rotina de exercícios pesados que não apresentam resultados imediatos, mas são indispensáveis ao bom desempenho nas competições. Uma dedicação esporádica, rápida, leve e sem compromisso não o levará a lugar algum.
Sua boa forma física, seu peso e sua saúde são fatores fundamentais para o seu sucesso.
O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos de Corinto, na Grécia, onde já aconteciam os jogos olímpicos. Ele comparou o cristão ao atleta, dizendo:

“Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível” (1 Co 9.24-25).
Quando se tem um objetivo a alcançar, muitas coisas precisam ficar para trás. Não podemos ter ou fazer tudo ao mesmo tempo. Se alguém quer servir a Cristo, deve abandonar Mamom. Se somos amigos de Deus, não podemos ser amigos dos prazeres pecaminosos.
Tudo isso pode ser resumido em duas palavras: renúncia e disciplina.
Precisamos também resistir ao desânimo e às palavras negativas daqueles que nos querem fazer desistir.
O cristão também tem exercícios espirituais a realizar, tais como o jejum, a oração e a dedicação à Palavra de Deus.
O jejum é um exercício de domínio próprio e combate à glutonaria.
A oferta é um exercício de generosidade e combate à avareza.
A leitura bíblica é o exercício do conhecimento e combate à ignorância.
Nosso alvo espiritual não é conseguir casa, carro, emprego, casamento e dinheiro, mas, sim, cumprir o propósito do Senhor em nossas vidas, em santificação e serviço.
O esforço pode ser grande, mas o prêmio é maior. O resultado será a vitória. A Bíblia diz que Deus tem um galardão para nós, uma recompensa na glória celestial. O Senhor Jesus é o nosso principal exemplo. Quando Ele esteve aqui na terra, viveu em disciplina e renúncia para que a vontade do Pai fosse realizada.
“Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta; olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus” (Hb 12.1-2).
Depois, olharemos para trás com a certeza de que tudo valeu a pena, valeu demais.

Pr. Anísio Renato de Andrade
Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5