Amor aos migrantes

Foto: Internet
Vivemos numa época em que milhões de pessoas perambulam pelo mundo em busca de um meio de vida melhor e esperança. A Bíblia reconhece esta realidade. Ela traz histórias de guerra e triunfo, deslocamento e dor, frustração e esperança. Por toda a Bíblia, podemos ver que Deus se importa com os migrantes.

Os migrantes na Bíblia
A história do povo escolhido de Deus é uma história de perambulação por muitos lugares. José é mandado como escravo para uma terra estranha (Gênesis 37.46). Moisés foge para Midiã e encontra abrigo na casa de um sacerdote (Êxodo 2.15-22). Rute acompanha Noemi para uma terra estrangeira e encontra a generosidade nos olhos de Boaz (Rute 2). Maria e José fogem para o Egito com Jesus ainda bebê. Mais tarde, Jesus e seus discípulos viajam para muitas cidades diferentes durante três anos de ministério.
A atitude de Deus para com os migrantes
Na Bíblia, encontramos a preocupação de Deus pelo bem-estar dos migrantes. Repetidamente, o povo de Israel é ensinado a se lembrar dos estrangeiros entre eles e a tratá-lo com amor, compaixão e justiça. Deus ordena que os israelitas não os maltratem (Êxodo 22.21) e não tirem vantagem deles (Deuteronômio 24.14). Deus preocupa-se e cuida das pessoas vulneráveis e sem poder. Deve-se cuidar dos estrangeiros (Levítico 19.9-10), eles devem ser tratados como naturais da terra (Levítico 19.34) e receber uma parte do dízimo (Deuteronômio 14.28-29). No Novo Testamento, Jesus dá um novo mandamento “Ame o seu próximo como a si mesmo” (Mateus 22.39).
A resposta da Igreja aos migrantes
Aceitação: O corpo de Cristo deve aceitar os estrangeiros com braços abertos (Romanos 15.7-9) e tratá-los como iguais (Colossenses 3.11).
Qual é a sua atitude para com os migrantes? Você os aceita ou os rejeita?
De que maneiras práticas você pode mostrar amor aos migrantes?
Hospitalidade: A igreja recebe ordens para acolher e oferecer hospitalidade às pessoas necessitadas (Romanos 12.13).
Como você poderia mostrar hospitalidade às pessoas necessitadas?
Preocupação: As igrejas devem se preocupar com os migrantes e refugiados e erguer sua voz em seu nome (Provérbios 31.8-9). Estes ministérios geralmente são difíceis, mas podem ser uma abordagem eficaz para a transformação.
Há migrantes ou refugiados na sua região que poderiam ser auxiliados?
O que a sua igreja local poderia fazer para “erguer sua voz” em nome dos migrantes e dos refugiados?

Por Davidson Solanki [Ultimato]
Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5