O Brasil em Crise e a Igreja em Cristo

Foto: Internet
O que mais se ouve falar, hoje, é sobre a grave crise em que se encontra o Brasil. Os diagnósticos são parciais, pois não revelam as verdadeiras causas, que passam com amplitude acentuada pelos três poderes, aonde as marcas da corrupção e do desgoverno não podem mais ser escondidas. Isso tudo afeta a sociedade como um todo, fazendo com que os programas sociais para onde vai uma grande parte dos recursos nacionais, não sejam mais suficientes para sustentar o rápido empobrecimento generalizado na nação.

Na Igreja, entretanto, o quadro pode ser diferente. No decorrer da minha vida já vi crises dessa grandeza, ou até de maior porte que se adequaram e se renderam aos princípios de fé, esperança e amor (1 Coríntios 13.13) nos quais vivemos. Quando entendemos a profundidade do que é ser um cristão e viver debaixo da boa, agradável e perfeita vontade do Pai (Romanos 12.12). Passamos a entender que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Ele. Assim sendo, minha afirmação é que não entramos em crise quando estamos em Cristo.
1 – Vida em Cristo é uma vida de fé - Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem – Salmo 127.2.
Quando vivemos pela fé, passamos a usufruir da economia divina, que nos leva a viver debaixo da administração do Pai que governa todas as coisas. Ele é o mesmo Deus com o dólar alto ou com o dólar baixo. Quando cremos, sabemos que Ele multiplica o azeite da viúva e os recursos dos pobres. Por isso, pela fé, receba de coração grato, mesmo que seja pouco, pois Deus lhe acrescentará.
2 – Vida em cristo é vida de esperança – Não está assim com Deus a minha casa? Pois estabeleceu comigo uma aliança eterna, em tudo bem definida e segura. Não me fará ele prosperar toda a minha salvação e toda a minha esperança? – 2 Samuel 23.5 – Quem está em Deus e em Cristo, sempre estará seguro. Segurança é a base de nossa esperança. Lembro na crise de 1964, eu era ainda pequeno, quando meu pai foi preso por razões políticas. Aquilo poderia ter trazido muita angústia e insegurança à nossa casa, porém, a esperança no coração de minha mãe foi nos sustentando dia a dia, e assim, cuidou de seus quatro filhos com segurança e fé.
3 – Vida com Cristo é vida de amor - Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus? 1 João 3.17.
As épocas de crises são as oportunidades que Deus nos dá para demonstrarmos seu genuíno e verdadeiro amor. Repartir o que temos, mesmo que seja pouco. Entrei há pouco tempo no cubículo em que vivia uma família de refugiados no oriente médio. As condições precárias não impediram que a esposa trouxesse pedaços de pão, chá e fatias de pepino e tomate para todos que ali estavam. Muito me impressionou que aquela mulher cristã, que não sabia o que iria comer no outro dia, mesmo assim, repartiu o pouco que tinha em casa. A igreja que tem em abundância é a que reparte com os necessitados, primeiro os da fé e também, com o Brasil ao nosso derredor, que sem Deus, está entrando em desespero.
Meu conselho, além desses três que a palavra nos dá, é que evitemos o desperdício e as dívidas. Aprendamos viver com simplicidade com o que temos. Os valores eternos de compaixão e misericórdia devem ser o motor da Igreja com muita fé, esperança e amor para com todos.

Pr. Asaph Borba
Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5