O que é confissão?

Não há nenhuma parte da Bíblia mais poderosa do que outra. Não existe nada nas Escrituras que deva ser jogado fora, posta de lado. A Palavra de Deus é completa e não podemos acrescentar e nem tirar nada. Portanto, precisamos conhecê-la.
A Palavra diz que o nosso maior inimigo não é o diabo, pois Jesus já lidou com ele, já o derrotou na cruz do Calvário. Nosso maior inimigo é a ignorância. O Senhor mesmo disse por meio do profeta Oseias (Oseias 4.6a): “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…”.
Esse é o lamento do coração do Senhor. O conhecimento está na Bíblia, bem como a revelação. Por isso, precisamos pautar a nossa fé pelas Escrituras, pois ela é e sempre deve ser a base da nossa fé, do nosso relacionamento e conhecimento com o Senhor. O próprio profeta Oseias nos encoraja: “Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor(Oseias 6.3a).

Tão importante quanto o conhecimento da verdade quanto do conhecimento do Senhor é a confissão daquilo que cremos e sobre Quem cremos. Não se trata daquela confissão como sinônimo de admissão de culpa, como quando algum, um ladrão quem sabe, confessa um erro, um crime, um delito. Não é disso que estou falando. Confessar, no sentido espiritual é dizer a mesma coisa. Confessar é dizer o que Deus diz e agir de conformidade com essa confissão. É ter o mesmo coração com o Senhor. Há o oposto da confissão, que se chama negação.
Confessar não é o mesmo que uma admissão de erro, de culpa. É muito mais que isso. Segundo as Escrituras, confissão é uma proclamação, como resultado de crer ou não em algo ou alguma coisa. Quando somos salvos em Cristo e batizados nas águas, por exemplo, estamos confessando publicamente nossa fé em Jesus Cristo. Quando proclamamos a Palavra em determinada situação na nossa vida, estamos confessando o poder dessa Palavra e o poder de Deus em nossas vidas.
Confessar, segundo as perspectivas de Jesus, tem muito a ver com a postura do nosso coração. Após chamar os seus discípulos, Jesus traz uma série de instruções a cada um deles. Tudo está em Mateus capítulo 10. A certa altura (versos 32 e 33), Jesus lhes afirma: “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus”.
Você precisa confessar essa realidade da presença dEle em sua vida. Não é questão de sentir, mas de confessar, porque você crê. Eu não preciso sentir que Ele me ama, porque Ele já disse que me ama. Eu preciso fazer o quê? Vivenciar essa realidade e confessar. Confessar  significa o quê? Falar a mesma coisa.
Jesus disse:  “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também Eu o confessarei diante do meu Pai que está nos céus”.
Eu tive a experiência de um dia confessar a Jesus como meu Senhor e Salvador. Foi no dia 19 de maio de 1966, numa madrugada, quando eu disse: “Jesus, entre na minha vida. Eu o recebo como meu Senhor e Salvador”. Nesse exato momento que eu confessei a Jesus como meu Senhor e Salvador, Ele confessou ao Pai que eu o confessei como meu Senhor e Salvador. Jesus nos confessa diante do Pai e ainda nos confessa diante dos anjos.
A negativa de nossa confissão da pessoa de Jesus diante dos homens é sinal de incredulidade e de negligência. Se cremos, confessamos, mas se não cremos, não confessamos. Que possamos sempre confessar a Jesus diante dos homens e mesmo diante dos demônios, que muitas vezes vêm para nos oprimir, nos afrontar, nos amedrontar, em resposta ao maravilhoso fato de que cremos no Seu nome. Porque se cremos, logo confessamos.
Deus abençoe!

Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA