O zelo excessivo

Foto: Internet
“Jesus, porém, vendo isto, indignou-se [...]” (Marcos 10.14)
Você já percebeu que muitas vezes agimos como os primeiros discípulos do Senhor? Demonstramos extremo zelo por Sua causa e sem percebermos, assim como eles o fizeram, acabamos desagradando ao Pai.
Observem o que ocorreu aqui. Alguns pais ou avós, famílias sedentas pela bênção de Jesus sobre a vida de suas crianças, trouxeram-nas para que fossem por Ele tocadas. E o que os apóstolos fizeram? Começaram a repreender as pessoas… É inacreditável, mas muitas vezes nosso excesso de “zelo” prejudica a obra em vez de aprimorá-la.

A Palavra nos diz que o Senhor Jesus ficou “indignado” com essa atitude de seus servos. Ele contemplou neles total falta de compreensão aos Seus ensinos, aos Seus exemplos de amor, misericórdia, doação do Seu eu em favor do próximo. Não perceberam que as crianças também estavam incluídas em Seu coração de Pai e de Salvador.
É certo que talvez os discípulos se preocupassem com a multidão comprimindo o Senhor ou talvez pensassem que as crianças não poderiam ser tão importantes assim para merecerem um minuto da Sua atenção, mas o fato, é que eles agiram sem pensar e isso “desagradou” a Jesus. Repito, Ele ficou “indignado”!
E o que aprendemos com isso? Que não temos o direito de fazer acepção de pessoas, de julgar se as causas destas são dignas ou não da atenção do Mestre. Por isso, seja uma criança que lhe faça um pedido de oração, ou um desconhecido jovem, velho, moribundo ou fora dos padrões que a sociedade estabelece para “gastar” ou não seu tempo com eles, interceda, suplique, leve essas pessoas aos pés do Senhor, pois somente Ele é capaz de julgar cada intento dos corações.
Acredito que essa tenha sido mais uma lição que os apóstolos tiveram naquele dia e que ficou registrada nas Escrituras com o propósito de nos advertir a não agirmos da mesma forma que eles, por impulso e baseados em nossa própria justiça, pois isso certamente desagradará ao nosso Senhor.
Que o nosso zelo possa ser tolerante e verdadeiramente comprometido com a justiça divina.

Por Ana Lúcia Lemos
Fonte: Lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA