O QUE EU TENHO A VER COM ELEIÇÃO?

Estamos a menos de 20 dias de uma decisão que vai definir o Brasil que teremos nos próximos anos.
A eleição para a escolha de Presidente e dos Deputados Federais e Estaduais, marcada para o dia 05 de Outubro, já está às portas, e muita gente ainda não definiu para quem vai dar o seu voto.
O tempo é curto, porém, suficiente para buscar informações e tomar a decisão mais acertada. É hora de assistir com atenção ao horário eleitoral, ainda que muita gente seja avessa a isso, de analisar com cautela cada proposta e de buscar conhecer, com o mínimo de profundidade, a vida, a trajetória política e a ficha de cada candidato para saber se ela está “limpa”. E isso, cada um de nós deve fazer com a responsabilidade de quem sabe que uma escolha errada pode acarretar sérios prejuízos.

O povo evangélico, este ano, tem, pela primeira vez na história, a chance real de eleger uma mulher cristã para o cargo mais importante do Brasil. Mas, talvez você ainda se pergunte porque votar em Marina Silva.

Marina Silva nasceu em um seringal, no Estado do Acre, trabalhou como empregada doméstica, começou a estudar já adolescente, formou-se na Faculdade de História, foi líder sindical, começou a atuar na luta social ao lado do seringalista Chico Mendes, contra o desmatamento da floresta, foi eleita a Vereadora mais votada de Rio Branco, foi Deputada Estadual e, aos 36 anos, eleita a mais jovem Senadora da República, cumprindo dois mandatos.

Por sua atuação marcante na defesa do meio ambiente, foi Ministra dessa pasta. Em 2010, Marina disputou a Presidência da República e recebeu 19,6 milhões de votos, quase 20% dos votos válidos.

Este ano, Marina entrou na corrida eleitoral após a morte do cabeça da chapa do seu partido, o PSB, Eduardo Campos. Dias após a oficialização da sua candidatura, ela já aparecia em segundo lugar nas pesquisas eleitorais e, algum tempo depois, já aparecia em primeiro lugar, em caso de segundo turno.

Essa rápida ascensão, mudou radicalmente o cenário político brasileiro e causou o que a revista VEJA chamou de “terrorismo eleitoral” contra Marina. A capa da publicação mais recente exibe uma enorme boca, de onde saem cobras e lagartos, com o título “A fúria contra Marina”, e com a seguinte frase: “nunca antes neste país se usou de tanta mentira e difamação para atacar um adversário como faz agora o PT”.

O historiador Marco Antonio Villa, em entrevista ao site da revista, declarou que o Partido dos Trabalhadores foi colocado contra a parede e a única chance de sobrevivência depende da desmoralização de Marina. Ele falou isso, referindo-se ao fato de que os candidatos que se opõem a Marina estariam disseminando notícias falsas de que ela é defensora de banqueiros, é contra o Pré Sal, e vai promover juros altos e a fome, caso seja eleita.

O historiador alertou que nos últimos dias que antecedem a eleição de 05 de Outubro, e, principalmente, até o dia 25 de Outubro, data do segundo turno, as calúnias vão ser ainda mais intensas.

Todo o cenário político que temos vivido e visto, deve nos impor uma reflexão, a buscar a verdade, para depois decidir quem vai governar o nosso País e o nosso Estado, certos da força que tem o nosso voto.

Faça a sua parte convicto de que a mudança do Brasil está em suas mãos!

Fonte: http://www.mir12.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA