Plantei a semente, e agora?

sementes
Que sementes eu e você estamos plantando? Que colheita nós estamos preparando pra nossa vida, porque por mais fácil que parece jogar as sementes por aí agora, não adianta, um dia – e esse dia chega, acredite! – você vai ter que colher tudo o que plantou, mas será o fruto todo!
Outro dia, eu ouvia uma pessoa reclamar sobre o relacionamento com o cônjuge, dizendo: plantei vento, e agora estou colhendo tempestade. Para você se inteirar dos fatos, a pessoa que reclamava já aprontou várias. E o que ela queria dizer é que não está colhendo apenas o que plantou, está colhendo de forma exagerada, como se estivesse sofrendo mais do que deveria.

Primeiro, e de forma inquestionável, temos o fato de que toda ação gera uma reação, isso é uma lei da física, como a lei da gravidade, não há como ser questionada e não existe exceção; partindo desse princípio, sabemos que a reação é a consequência da ação, portanto, todo ato é obrigatoriamente seguido por uma consequência. Essa última pode ser tanto boa quanto ruim, aí vai depender muito do ato praticado. Pois bem, sabendo de todas essas coisas, e tendo em mente que não podemos escapar às consequências de nossos atos, parei para pensar: digamos que você plante uma semente de laranja, e aí? Bom, você foi lá e plantou uma sementinha, pequenininha, talvez algumas, mas são bem pequenas e são apenas sementes, e depois? Bom, daí nasce a laranjeira e ela cresce bastante e dá laranjas! Logo, na hora da colheita, você não colhe só a semente, colhe o fruto inteiro!

Perfeito! Se você plantar uma sementinha de algo bom, você terá algo ótimo. Porém, se resolver plantar algo ruim, terá algo horrível para colher. Assim, a reclamação da nossa pessoa acaba ficando sem sentindo, já que se torna óbvio: “plantei vendo e colhi tempestade”, oras, mas é claro, pois você planta a semente e colhe o fruto todo! Enfim, pegou o raciocínio?

Vamos pensar juntos agora. Que sementes eu e você estamos plantando? Que colheita nós estamos preparando pra nossa vida, porque por mais fácil que parece jogar as sementes por aí agora, não adianta, um dia – e esse dia chega, acredite! – você vai ter que colher tudo o que plantou, mas será o fruto todo! Contudo, tem algo que não podemos controlar: o quanto tempo a nossa árvore frutífera irá durar. Podemos sofrer as consequências por muito ou por pouco tempo, talvez dependa do nosso aprendizado, do quanto pisamos na bola, não sei, mas o fato é que a duração disso está fora do nosso alcance. Essa parte é com o nosso Pai!

Agora, pra te animar, deixa eu contar outra historinha sobre plantação de sementes. Um pastor fez estudos bíblicos com uma família alguns anos, sem que pudesse ver resultados aparentes, e isso acaba sendo um pouco frustrante, você se esforça e vê que ninguém foi transformado pela palavra, mas você continua insistindo, continua plantando a sementinha do amor de Cristo. E essa semente, a gente pode plantar, mas aí depende muito do terreno do coração da outra pessoa pra ela ir ou não pra frente. Anos mais tarde, depois de muito tempo que já não faziam estudos, um dos membros da família disse ao pastor, algo assim, “pastor, aquela sementinha que o senhor plantou não foi em vão!”. Ela cresceu no coração deles, brotou na família toda e hoje eles ajudam muita gente! Na hora de colher, eles colheram o fruto todo!

E aí? Como vamos ser? Que vamos colher o fruto inteiro a gente já sabe, basta saber o que vamos plantar!

Mariana Mendes

Fonte: http://guiame.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5