Pedir, buscar e bater

“Pedi, e dar- se- vos- á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á” (Mt 7.7).
O Senhor Jesus nos ensinou que podemos e devemos pedir ao Pai tudo o que necessitamos. Há pessoas que pensam que estaríamos “cansando” Deus com nossos pedidos, sabendo que Ele tem o conhecimento de tudo a nosso respeito e sabe do que estamos precisando. Mas foi Ele mesmo que nos ensinou a pedir, a bater na porta, a buscar.

O que devemos pedir? Tudo o que precisamos, revelando nossa total dependência Dele. Jesus nos ensinou a orar pedindo o “pão de cada dia”. Isso revela que o nosso sustento depende totalmente de Deus. Não podemos garantir com nossas posses, com o dinheiro que temos nos bolsos ou no banco, que estaremos sendo alimentados em nossa próxima refeição.
Isso me lembra um fato acontecido há algum tempo, quando um avião de grande porte caiu na Cordilheira dos Andes. Os sobreviventes tinham dinheiro em suas bagagens de mão, muitos dólares na maleta, mas careciam de alimento e de água. Precisavam ser encontrados por equipes de resgate, precisavam sair daquele lugar. Eles jamais poderiam pensar que passariam por tal situação, apesar de terem tão boas condições financeiras.
Dependemos de Deus para tudo. Aliás, muitas vezes, esquecemos do ar que respiramos. Apesar de nem o enxergarmos, ele é essencial no nosso dia a dia, é fundamental para a nossa existência. Mais do que isso, Deus nos supre e provê com todas as condições mínimas para nossa sobrevivência – e gratuitamente.
O ato de pedir ao Senhor por coisas aparentemente pequenas pode nos trazer o entendimento de nossa dependência do Criador e Sustentador da Vida. E essa proximidade ao Senhor por meio da oração nos mostra o caminho da humildade, do perdão, da verdadeira paz, do amor, da longanimidade, da bondade, do domínio próprio e da fé.
O que devemos buscar? Devemos buscar a Sua presença conosco e em nós. Davi descobriu isso por meio de uma revelação do próprio Deus: “Ao meu coração me ocorre: Buscai a minha presença; buscarei, pois, Senhor, a tua presença” (Sl 27.8). Na doce presença do Senhor, encontramos tudo o que precisamos para sermos felizes e completos. Experimente buscar a presença de Deus todos os dias e em todos os momentos. É maravilhoso demais! É fantástico!
Onde devemos bater? Na porta da graça do Senhor. É a porta da esperança. Jesus é a porta viva que protege as ovelhas do rebanho. Ele disse: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem” (Jo 10.9).
Não é maravilhoso saber que temos um Deus que supre todas as nossas necessidades? Ele promete estar conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Ele abre os portais eternos para que entremos, salvos, no gozo celestial para experimentar eternamente a Sua glória e presença.
Portanto, você deve orar pedindo ao Senhor o que precisar, buscando Sua doce presença para conhecê-Lo em toda a Sua glória e majestade, sabendo que a porta da salvação lhe foi aberta para estar na sala do trono o tempo que desejar, em intimidade com Deus. Querido irmão, viva nessa doce comunhão com os céus, experimentando a real vitória sobre o pecado e as forças das trevas e permitindo que a luz do Senhor resplandeça em seu rosto, até o dia glorioso em que O veremos face a face. Maranatha!
 
Pra. Ângela Valadão Cintra.
Fonte: lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas