O que fazer para restaurar a família?

Quero trazer uma palavra de esperança. O que fazer para restaurar a família? O primeiro passo é não se conformar com a situação. É preciso reagir, e não se conformar com a derrota. A Bíblia relata sobre os filhos de Eli. Eles tinham todo tipo de atitudes erradas. Tudo que era contrário às ordens de Deus e Eli não fazia nada. Alguns pais dizem que já tentaram de tudo. Querido, a situação precisa mudar, não podemos desistir, não podemos nos conformar. Não devemos deixar de crer na mudança. Não se conforme com o casamento em crise, com sua família longe de Deus, com seus filhos rebeldes. O conformismo é destruidor. Cuidado!

Veja o que diz o verso 4, de 1 Samuel 30: “Então, Davi e o povo que se achava com ele ergueram a voz e choraram, até não terem mais forças para chorar”. Na nossa cultura somos ensinados que o homem não deve chorar. Isso não é verdade. Jesus nos mostra isso em sua própria vida “homem de dores, homem que sabe o que é padecer”, e padecer significa chorar.
Davi e seus homens choraram até não terem mais forças. Temos perdido a capacidade de chorar. Chorar pode significar que existe algo que precisa ser mudado. Lembro-me de uma mãe cujos filhos jovens não tinham vida com Deus, chegavam à casa de madrugada, a mãe estava ajoelhada orando e chorando. Isso acontecia constantemente. Um dia, o filho mais velho ao chegar a casa com o irmão disse: “Temos que nos converter senão a mamãe vai morrer de tanto chorar”; foram a uma igreja e se converteram ao Senhor. Aleluia! Neemias chorou quando viu o opróbrio de Jerusalém. Nós choramos pelo nosso país. Precisamos fazer uma manifestação e ir às ruas para chorar pela transformação da nossa nação.
Uma pessoa perguntou ao irmão chamado William Booth, fundador do Exército da Salvação: “O que vou fazer? Já fiz de tudo!”. Ele respondeu: “Experimente chorar”. Mas muitas vezes queremos que outro chore por nós. Não podemos transferir o choro, ele é nosso. Queremos que outros tenham atitudes por nós. Não é o pastor da igreja, mas você pai, mãe que precisa chorar pelos seus filhos. Pais, chorem por seus filhos, derramem lágrimas. As lágrimas são uma forma de oração. A Palavra diz que o Senhor recolhe nossas lágrimas em seus odres (Sl 56.11). Ele não recolhe outras coisas, mas as nossas lágrimas são guardadas no céu. Há um poder tremendo nas lágrimas.
Mas devemos sempre nos reanimar em Deus. Ganhar novo ânimo, não por que a situação é fácil ou o inimigo é fraco, nem por que somos fortes, mas por que Deus é poderoso para mudar situações. Reanime-se no Senhor!
Davi não se revoltou contra Deus, não fugiu de Deus, mas ele se apegou a Deus (1Sm 30.6). Na hora da angústia, querido, procure por Deus, se apegue a Ele. Busque-O em oração! Consulte o Senhor. Precisamos restaurar o altar de oração, aquele lugar onde nos derramamos diante do Senhor. Onde podemos dizer: “Senhor, tenha misericórdia da minha vida, da minha casa.” Busque ao Senhor em oração pela sua família.
Davi escolheu obedecer a Deus! O Senhor não nos promete ausência de lutas, mas nos garante a certeza da vitória. No texto que lemos em 1 Samuel 30, vemos que Davi voltou vitorioso.
Que você possa ver seus filhos que estavam nas mãos do inimigo, salvos e servindo ao Senhor. Não se conforme com a derrota sobre sua casa, mas transforme, lute, tenha fé, que Deus pode mudar todas as circunstâncias. Que você possa dizer: “Pela fé vejo toda a minha casa servindo ao Senhor”.
Deus abençoe!

Fotos: Jean Assis / Internet
Fonte: lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas