Por que as árvores suportam tempestades?

Certa vez estava observando as árvores numa tempestade de fim de tarde, em que o vento soprava com tanta força, que os galhos dobravam fazendo uma grande curvatura de um lado para o outro, para baixo e para cima. Uma dessas árvores estava cheia de flores, folhas e muitas delas caiam no chão, mas a árvore continuava firme. Balançava, balançava, mas não caía. Pensei: “Por que as árvores suportam as tempestades?” Lembrei que elas têm raízes, e muitas são profundas.
Quem é do interior assim como eu, normalmente, teve uma criação em meio a muitas árvores, de tantas qualidades. Sou de uma região em que predomina a vegetação típica do cerrado. São árvores de pequeno porte, mas que por causa da aridez do solo, possuem raízes que alcançam grande profundidade, pois elas precisam buscar sua fonte de energia (a água) nos lençóis freáticos, e por isso suas raízes se aprofundam em busca dessas fontes.

Belas árvores como o Ipê amarelo, ipê roxo, frutíferas, como o pequi, araticum sobrevivem a grandes períodos de secas e também às tempestades, por possuírem raízes profundas e troncos com cascas grossas, que ajudam a evitar a perda de água, o que as torna também mais fortes. Essas e outras árvores se adaptaram ao ambiente em que vivem.
E fazendo uma analogia com a nossa vida, precisamos também muitas vezes a nos adaptar a ambientes variados, algumas vezes hostis; adaptar a pessoas e relacionamentos complicados, em que precisamos de certa proteção, como cascas que protegem o nosso coração de palavras duras, rejeições, e raízes profundas firmes na fonte da vida que é Jesus, para não desviarmos e cairmos diante das decepções da vida. “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”. (Provérbios 4.23).
Precisamos de troncos fortes, espírito, alma e corpo, mente de Cristo para não nos abalarmos com as batalhas que o inimigo trava conosco. Somos árvores que nas tempestades da vida podemos deixar cair algumas flores e folhas, lágrimas, mas mantemos nossas raízes firmes na rocha que é Cristo. Diante das adversidades da vida, das tempestades que nos assolam seja no verão o no inverno, estamos firmes em Deus. Nosso tronco, seja a alma, espírito e corpo, pode se dobrar de um lado para o outro, para baixo e para cima, abatido diante das dores e dificuldades da vida, mas não cairemos; e quando o sol nascer, estaremos erguidos como as árvores, que haja o que houver permanecem, mesmo depois dos ventos contrários.
Que possamos permanecer firmes na verdadeira fonte de água viva, Jesus!
Deus abençoe!

Por Nicibel Silva.

Fonte: lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA