Pesquisa indica 24,3% de hipertensos no Brasil; mulheres são maioria

Doença cardiovascular crônica, a hipertensão arterial atinge atualmente 24,3% da população brasileira. A informação faz parte da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012), divulgada ontem terça-feira (5) pelo Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento, a doença é mais prevalente entre as mulheres (26,9%) em comparação aos homens (21,3%). 

A incidência da hipertensão aumenta de acordo com a idade. Entre pessoas com 18 a 24 anos, apenas 3,8% são hipertensos. Na faixa etária superior a 65 anos, 59,2% declararam ter a doença. O índice de hipertensos permaneceu estável nos últimos sete anos da pesquisa. Entre detalhes do levantamento, é informado que, quanto maior a escolaridade, menor a taxa de hipertensos. Entre os que têm até oito anos de educação formal, 37,8% sofrem de hipertensão. Já com relação àqueles com 12 anos ou mais de ensino, 14,2% são hipertensos. Mesmo sem grandes alterações na incidência da doença, o Sistema Único de Saúde (SUS) indica que o número de pessoas que precisaram ser internadas na rede pública em decorrência de complicações de hipertensão caiu 25% em dois anos. O SUS registrou 155 mil internações em 2010, enquanto em 2012 foram 115 mil. Informações da Agência Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5