Pesquisa indica 24,3% de hipertensos no Brasil; mulheres são maioria

Doença cardiovascular crônica, a hipertensão arterial atinge atualmente 24,3% da população brasileira. A informação faz parte da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012), divulgada ontem terça-feira (5) pelo Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento, a doença é mais prevalente entre as mulheres (26,9%) em comparação aos homens (21,3%). 

A incidência da hipertensão aumenta de acordo com a idade. Entre pessoas com 18 a 24 anos, apenas 3,8% são hipertensos. Na faixa etária superior a 65 anos, 59,2% declararam ter a doença. O índice de hipertensos permaneceu estável nos últimos sete anos da pesquisa. Entre detalhes do levantamento, é informado que, quanto maior a escolaridade, menor a taxa de hipertensos. Entre os que têm até oito anos de educação formal, 37,8% sofrem de hipertensão. Já com relação àqueles com 12 anos ou mais de ensino, 14,2% são hipertensos. Mesmo sem grandes alterações na incidência da doença, o Sistema Único de Saúde (SUS) indica que o número de pessoas que precisaram ser internadas na rede pública em decorrência de complicações de hipertensão caiu 25% em dois anos. O SUS registrou 155 mil internações em 2010, enquanto em 2012 foram 115 mil. Informações da Agência Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA