Os problemas podem ser positivos

Texto referência: Romanos 8.17
Devemos nos gloriar nas provações porque elas não acontecem por acaso, antes cumprem um propósito maior da parte de Deus. Sabemos que o Senhor Jesus teve de padecer para entrar na glória (Lucas 24.26). O sofrimento que Cristo passou não foi a enfermidade, porque Ele jamais ficou doente, nem passou necessidades, porque Ele foi suprido em tudo. Trata-se do sofrimento por causa  da perseguição e das pressões do mundo. Todavia, como vivemos ainda num mundo caído, estamos sujeitos a vários tipos de sofrimentos. Podemos, porém, ter a certeza de que o Senhor está no controle de todas as coisas (Tiago 1.2-3).

Podemos perceber um propósito divino nos sofrimentos. Não nos alegramos com o sofrimento em si, mas pelo que ele produz. Há um processo para desfrutarmos da glória. Como já estudamos em outro momento, existem três palavras
que descrevem o processo de tratamento de Deus conosco: santificação, transformação e conformação. A santificação é uma separação e um gerar de Deus.
A transformação é uma restauração de algo que estava danificado, mas conformação é processo de Deus para nos fazer encaixar na forma que é Jesus. Se você pegar uma massa disforme e colocá-la num molde, a massa que sobrar pelas beiradas precisará ser removida. É precisamente essa a nossa experiência. Cristo é a forma, nós somos a massa disforme, assim muitas coisas em nossa vida necessitam ser removidas, e é exatamente isso que invariavelmente produz dor e sofrimento.
Leia: Rm 8.28; Jo 16.33; At 14.22, Is 3.3-4; Ap 7.14
Podemos tirar lições positivas do sofrimento e crescermos com essas lições. Devemos aprender com o sofrimento para experimentarmos o milagre. Portanto, nada de conformismo ou acomodação com a dor. Deus tem uma vida abundante
para você, mas é necessário que você aprenda com a tribulação quando passar por ela.
Vamos ver 12 motivos para vermos que os problemas podem ser positivos:
1. Eles expõem a nossa realidade espiritual;
2. Eles nos mostram os verdadeiros valores da vida;
3. Eles nos permitem conhecer mais a Deus;
4. Eles desenvolvem nossa fé;
5. Eles desenvolvem a perseverança espiritual;
6. Eles desenvolvem nossa sensibilidade e compaixão;
7. Eles refinam nossos dons e habilidades;
8. Eles alargam a nossa capacidade em Deus;
9. Eles testam as nossas seguranças;
10. Eles nos estimulam e nos livram da complacência e comodidade;
11. Eles despertam criatividade e ajudam-nos a pensar e desenvolver novas ideias;
12. Eles desenvolvem sabedoria.
Encerramento da série “21 semanas para receber seu milagre”
Esta série de estudos teve como objetivo ajudá-lo a crescer em fé, compreendendo os propósitos de Deus em cada situação adversa da vida. Num país como o nosso e em tempos como este, em que muitas tribulações e incidentes
nos assolam todos os dias, lembre-se de nunca enxergar as dificuldades como irreversíveis.
Não caia em túneis sem fins. Se você cair na cisterna da depressão, da angústia, da ansiedade, da frustração, da derrota, saiba que sempre há um modo de sair dela. Não acredite que existem situações imutáveis. As tribulações e lutas
vêm na proporção da nossa força, e Deus nos dá a graça de enfrentá-las, sabedoria para superá-las e fé para vencê-las.

Fonte: lagoinha.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5