‘Não fosse Deus, estaria morta’, diz idosa que reagiu a assalto

Uma história que poderia ter acabado em uma tragédia, no Distrito Federal, foi exibida no Jornal Nacional na quinta-feira (17). Uma senhora foi atacada por dois assaltantes. E, contrariando todas as recomendações dos especialistas em segurança, ela reagiu.

“Deus é que protege a gente, né? Deus é o primeiro da minha vida”, disse a senhora.

No início deste mês, ela sacou toda a aposentadoria – R$ 2,6 mil – em um caixa eletrônico. E foi assaltada em seguida, em uma igreja.

Ela pretendia pagar o dízimo, como faz todos os meses. A igreja é fechada por grades. Ela atravessou um portão e chegou até a sala onde funciona a secretaria. Mas assim que mexeu na bolsa, foi surpreendida pelos bandidos. Toda a ação foi gravada pela câmera de segurança.

Um após o outro, chegaram os assaltantes. Dois adolescentes. E quando o de camiseta verde atacou, a senhora de 73 anos cometeu um erro que podia ter lhe custado a vida. Ela reagiu e não entregou a bolsa.

Este é o risco para quem reage: ela está indefesa, ele está armado e puxa o gatilho. Mas o revólver falha. Ela escapou de ser baleada e passou a ser agredida.

Um a segurou pelo pescoço, o outro deu chutes até conseguir a bolsa. Depois, fugiram. E a vítima atrás. A aposentada não conseguiu recuperar o dinheiro. Mas está viva.

“A gente recomenda nunca reagir nessa situação, manter a calma, apesar da violência que é empregada. Mas de forma alguma fazer a reação da forma como ela fez”, afirmou Mauro Leite Pereira, delegado.

A aposentada foi mais uma vítima do golpe conhecido como saidinha de banco. A quadrilha já vinha sendo monitorada pela polícia há três meses. Gravações feitas com a autorização da Justiça mostram como eles escolheram a vítima.

Dentro do banco, um dos bandidos viu que ela sacou o dinheiro e avisou os comparsas, que estavam do lado de fora.

A polícia não conseguiu evitar o assalto porque não sabia o local exato em que o bando estava. Na semana passada, prendeu quatro homens e apreendeu dois adolescentes de 17 anos. O grupo teria feito, só este ano, cerca de 20 assaltos.

Na memória da vítima, vai ficar o susto. Mas também a certeza de que, apesar de tudo, teve muita sorte. “Se não fosse Deus, eu estaria morta”, agradeceu.

Fonte: Jornal Nacional e Verdadegospel.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5