Ir à igreja e fazer tudo certo

Ir à igreja e fazer tudo certo: essa frase já foi cantada, foi escrita em livros, poemas, foi dita em piadas, em conversas de família, em mesa de bar; É uma frase que permeia a sociedade de uma forma geral, alguns criticando, outros crendo que isso é mudança de vida, outros apenas ouvindo e não se identificando, outros rindo e por ai vai.

O ato de ir à igreja e fazer tudo certo, já foi mais acreditado, mas hoje, em alguns lugares, virou refugio de bandido que não quer ser morto por alguma “trairagem” que fez com seus comparsas e escolhe a igreja como refugio e passa a fazer tudo certo, mostrando que “mudou de vida”.

Eu vou à igreja desde que eu me entendo por gente e sempre fui compelido, ensinado, disciplinado, discipulado a fazer tudo certo, mas isso não me livrou de fazer a coisa errada em diversas vezes na vida.

Fazer tudo certo é uma coisa fácil de cumprir, pois sempre fazemos a coisa certa quando estamos na presença de pessoas que requerem isso de nós. Quase nunca fazemos a coisa errada na frente do pai, mãe, do patrão, da patroa, do pastor porque sabe que se fizer, o porrete vem na hora, à correção entra sem bater na porta.

Ir à igreja ai sim que é mais fácil ainda, pois é só escolher no cardápio religioso de que gosto, gênero, tamanhos, locais e seguir em frente, pois será sempre bem vindo e sempre será uma boa atitude para as outras pessoas, alguém ir à igreja.

O que eu acredito hoje e tento viver, depois de ter ido à igreja e feito tudo certo, é entender que eu não preciso ir à igreja e nem preciso fazer tudo certo, pois Deus que é o criador de tudo e de todos, criou um plano de salvação para toda a humanidade, antes mesmo de nós irmos à igreja e antes de fazermos a coisa certa ou errada. 

O que Deus fez por mim foi, me fazer ser igreja em meio aos meus irmãos, amigos, vizinhos que não fazem a coisa certa, não da ótica da legalidade, ou da religião, mas não fazem a coisa certa na ótica de Deus, que é amar ao próximo, o tanto que ele ama e se importa com si mesmo.

Fazer a coisa certa não é entregar o dizimo na igreja para que o pastor e as outras pessoas da igreja saibam o quão generoso você é, mas é saber que na dispensa do seu amigo de trabalho, as sardinhas e os ovos já estão pensando em casamento por passarem o mês todo junto e sozinhos, sem a presença dos amigos carne, verdura, frutas, leite, iogurte, chocolate por perto, como tem na sua dispensa.

Fazer a coisa certa não é pregar um excelente sermão para os irmãos da igreja e receber tapinhas nas coisas, mas é dizer para seu filho ao chegar em casa após o culto, o quanto você o ama, é sentar e jogar vídeo game com ele, é perguntar para sua esposa como foi o dia dela cuidando da casa e das crianças, é olhar para seu empregado e sorrir com ele e perguntar se ele está precisando de alguma coisa em casa, como está passando a família dele (sabia que empregados domestico tem família).

A maior parte do tempo que eu tentei ir à igreja e fazer tudo certo foi o tempo que eu fui mais falso com Deus e comigo mesmo, pois enganava a muitos com a minha aparência, com as minhas atitudes em diversas vezes, fazia as coisas certa para agradar o pastor, aos lideres, mas dentro de mim, muito do que fazia não me dava paz e muitas vezes não faziam sentido nada daquilo.

Hoje quando eu tento ser igreja da forma mais simples, entendo que o ato litúrgico não é o fim em sim mesmo, entendo que não é quantidade de água, ou se é em rio ou piscina, se é por imersão ou aspersão, se é por um pastor ou por um missionário que se batiza, mas que o importante é o entendimento do que é o batismo e não seus elementos litúrgicos, que tem a importância para Jesus Cristo.

Ser igreja é mais que ir a igreja e fazer tudo certo é compreender o que está se fazendo, com o racional em ação e não o emocional se emocionando com os gritos que se ouve do púlpito; ser igreja é ouvir o grito que vem de dentro de mim tentando conhecer a Deus mais de perto sem as barreiras impostas pela religião.

O que me motiva a mudar de vida, a ser uma nova criatura, não me moldando as regras do sistema que o mundo me impõe é entende o amor de Deus amando mesmo sem ser amado, buscando os que o renegam, esperando por quem disse que não iria voltar... Isso sim faz que a minha vida de cristão tenha sentido.

Entender o verdadeiro sentido do evangelho, que me fazer ser igreja e ir para qualquer uma igreja, pois eu sei que não é o ato de ir à igreja ou fazer certo que me faz ser aceito por Deus, mas pela graça de Deus, eu posso dizer que sou aceito e sigo vivendo minha vida sem culpa, das minhas culpas.

Por Joberson Lopes Lindale.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA