A temporada de chuvas e uma fé inabalável

A entrada da primavera no Brasil também é conhecida como o período das chuvas. Nessa época do ano nos deparamos com dias bem quentes e tardes de muitas chuvas e tempestades, normalmente, acompanhadas de descargas atmosféricas. Os raios colocam em risco a população e podem interromper o fornecimento de energia elétrica. A localização do Brasil na zona tropical favorece a formação de tempestades, sendo que somente no estado de Minas Gerais entre 2002 e 2012 aconteceram 97 mortes em função de acidentes com raios.

Outro problema que se agrava com a temporada das chuvas são as enchentes e os deslizamentos de encostas, ocasionando grandes tragédias e destruição como na Região Serrana do Rio de Janeiro em 2011, quando centenas de pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas. Em Belo Horizonte, há 218 vilas e favelas instaladas em locais sem planejamento urbano. Segundo dados da Companhia Urbanizadora e de Habitação (URBEL), são 461.480 pessoas morando em ocupações irregulares. Semana passada a Defesa Civil e a URBEL constataram que mais de 100 famílias, situadas à Rua Sustenido, no bairro Novo São Lucas, correm sério risco de terem suas casas atingidas por deslizamento nas próximas chuvas e estão sendo aconselhadas a deixarem o local.
Em nossas vidas, famílias, relacionamentos e casamentos também podemos passar por fortes ventos, trovoadas, tempestades, deslizamentos e em muitos casos até grandes perdas e ruínas. Ninguém passa pela vida em brancas nuvens, em algum momento a tempestade vem, isso é previsível como o sol aparece todos os dias. Todas as pessoas de uma forma, ou de outra passam por momentos difíceis na vida. A perda irreparável de um ente querido, a falta de trabalho ou uma demissão, dificuldades financeiras, uma doença ou a dependência química de um amado na família, problemas de relacionamento entre pais e filhos, um casamento fazendo água, o divórcio, a violência das ruas, o medo de sequestro, roubo, abuso. Enfim, ninguém está isento de passar por uma tempestade.
Mas como passar por adversidades na vida, sem tanto dano e sofrimento emocional? Como enfrentar essas situações e manter-se firme e inabalável? Como não se desesperar nos desastres e calamidades? Paulo escreve aos Romanos: “Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; porque em esperança fomos salvos”. Jesus conta em uma parábola que todo aquele, pois, que escuta as suas palavras, e as pratica, é comparado ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. 
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. Podemos passar por desastres, perdas irreparáveis, tristezas e angústias, mas o Salmista diz: “Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos”.
Jesus não promete um mar de rosas, ou que tempestades não venham que tribulações não aconteçam. Mas Ele promete que na rocha você ficará firme e inabalável, Ele promete pacificar a sua alma mesmo no meio das dificuldades, Ele promete lhe dar uma paz inexplicável, ser o seu socorro, bem presente na tribulação. Para isso, construa sua vida na Rocha, praticando os ensinamentos de Jesus, permaneça firme e inabalável mesmo na tempestade.

Pr. Fernando Borja.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AMIZADE VERDADEIRA - I SAMUEL 18:1-5

FRASES DO TWITTER DO APÓSTOLO RENÊ TERRA NOVA